A chegada de um novo ano traz a vontade de zerar tudo e recomeçar. É um período de renovação, com uma sensação de frescor. Sim, caro leitor, no fundo, a gente sabe que é só um dia depois do outro e que nós ainda somos os mesmos que há 2 dias. Mas, desde tempos imemoriais, nós, seres humanos, gostamos de rituais, ainda que nem sempre os pratiquemos.

Byung-Chul Han, no livro O desaparecimento dos rituais, diz que os rituais “transformam o estar-no-mundo em um estar-em-casa. Fazem do mundo um local confiável. São no tempo o que uma habitação é no espaço. Fazem o tempo se tornar habitável. Sim, fazem-no viável como uma casa. Ordenam o tempo, mobiliam-no”. (p. 8)

Os rituais nos dão o senso de conforto e confiabilidade, de que algo familiar e prazeroso está acontecendo. E, aqui, é importante dizer: não estou falando de rituais como rotinas engessadas (aliás, mesmo o sentido de “rotina” precisa ser resignificado, mas isso é conversa pra outro dia). Rituais não são ações mecanicamente realizadas, mas comportamentos e atitudes que carregam símbolos, que têm significado e propósito e que, justamente por isso, enriquecem a vida.

Por isso, ao começar esse novo ano, te convido a pensar nos rituais do seu dia a dia: os novos, que você quer adotar; os antigos, que você abandonou e quer recomeçar e os sempre presentes, que talvez você queira ressignificar.

Um exercício: o inventário mental

Encontrar os nossos rituais é um exercício de autoconhecimento e de prioridades. Porém, nesse mundo agitado em que nós vivemos, que despreza o que não é produtivo ou economicamente útil, nem sempre nós temos clareza sobre o porquê de fazer certas coisas.

Por isso, antes de você sair lotando a sua agenda de atividades sem sentido, sugiro que você faça o exercício do inventário mental, proposto no livro O método Bullet Journal.

  1. Pegue uma folha em branco e divida-a em 3 colunas.
  2. Faça 3 listas (1 em cada coluna), com as suas atividades diárias, respondendo: a que você está se dedicando? A que você deveria estar se dedicando? A que você gostaria de estar se dedicando?
  3. Analise: esse inventário é um raio-x de como você está empregando o seu tempo e a sua energia. Por isso, não basta tê-lo em mãos. É preciso analisá-lo. Avalie cada item da lista, perguntando-se: isso é importante? Quão importante? Há algo que eu posso delegar ou eliminar? O que é uma prioridade para mim?

Eu sei bem que, nem sempre, nós podemos fazer tudo aquilo que gostaríamos. Na nossa sociedade, escolhas são privilégios. Mas, dentro da sua esfera de possibilidades, avalie quais rituais fazem sentido na sua rotina diária, semanal ou mensal.

Rituais, hábitos e atitudes não apenas revelam a pessoa que somos, mas constróem a pessoa que queremos ser. Então, se quisermos resultados diferentes neste ano, precisamos ser pessoas diferentes, também.

Faz sentido pra você?

Novidades no blog em 2023

Eu fiz esse exercício no fim do ano e, refletindo sobre as respostas que dei, defini algumas mudanças para meu trabalho digital neste ano. E uma delas é sobre o espaço e a importância que cada plataforma vai ter na produção de conteúdo.

O blog passou 2022 praticamente abandonado. Por um lado, as demandas e desafios diários não me deixaram escrever. Por outro, um certo “cansaço de escrita”, motivado pela tese de doutorado, tomou conta de mim e a última coisa que eu queria era escrever.

Mas, no fim do ano, comecei a repensar o papel da escrita na minha vida e percebi que eu havia abandonado uma paixão antiga. Então, um dos rituais abandonados que eu pretendo recomeçar, desde já, é a escrita diária, em diversos meios. O blog é um deles.

E, para começar essa nova fase, nada melhor que deixar nesse post um presente para você, querido leitor, querida leitora, que me acompanha nessa minha casa virtual.

Eu adoro uma área de trabalho bem organizada no computador. Ela me ajuda a manter as coisas em ordem e garante uma boa “vibe” no trabalho.

Por isso, criei um wallpaper para esse mês de janeiro e quis compartilhar com vocês. Ele tem o calendário do mês, além de espaços para organizar seus arquivos e aplicativos, em duas versões: com e sem texto nos espaços de organização.

O download é gratuito e você pode baixar pelo botão abaixo:


Curtiu a novidade? Me conta nos comentários e aproveita pra me dizer o que você quer ver aqui no blog em 2023.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Olá, eu sou a Fernanda!

Sou professora e doutora em filosofia, apaixonada por literatura. Mãe de gente, de pet e de planta. 

4 respostas

  1. Adorei o Wallpaper Fernanda, já vou usar já! Obrigada! Que bom que vai voltar a escrever no blog, já está na minha lista de blogs que vou acompanhar em 2023, junto com da Thais Godinho e da Jeniffer Geraldine.

    1. Ahhhh, obrigada, Jeniffer!
      Sabe que você foi uma das minhas inspirações pra retomar a escrita aqui, de um jeito mais leve.
      Numa época em que os marketeiros por aí declaram a morte dos blogs, é muito bom ter gente que continua produzindo e nadando contra a maré. Obrigada por isso! 🧡

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe to My Newsletter

Subscribe to my weekly newsletter. I don’t send any spam email ever!

Subscribe to My Newsletter

Subscribe to my weekly newsletter. I don’t send any spam email ever!